O bairro foi colonizado no final do século XIX por imigrantes italianos que além de trabalhar na lavoura cafeeira, chegaram a possuir até uma fábrica de cerveja. Com a crise do café, muitos moradores deixaram o local e atualmente o bairro é propício para o desenvolvimento do turismo rural.