Secretaria de Meio Ambiente realiza o Manejo Sustentável de Árvores Invasoras na Praça Epitácio Pessoa

Secretaria de Meio Ambiente realiza o Manejo Sustentável de Árvores Invasoras na Praça Epitácio Pessoa

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente da Prefeitura de Pedreira iniciou o Manejo Sustentável de Invasoras, um programa para a extração de árvores da espécie Leucena nas dependências da Praça Epitácio Pessoa.

A ação faz parte da readequação do Plano de Arborização Urbano Municipal, que visa à diversificação e enriquecimento da flora local com espécies nativas. Isso quer dizer que todas as árvores removidas serão compensadas através do plantio de mudas nativas no local da intervenção.

“Atendendo solicitação do prefeito Hamilton Bernardes Junior, a Praça Epitácio Pessoa está recebendo uma atenção especial da Administração Municipal, vamos retirar todas as árvores Leucena, que é uma espécie invasora, além de podar as existentes e que necessitam, além de plantar mudas de espécies nativas”, destacou o secretário de Meio Ambiente Luciano Dalto de Godoi. 

De acordo com o engenheiro florestal José Renato Belotto, a remoção de espécies invasoras é extremamente necessária para que sejam replantadas espécies nativas do bioma local. “As leucenas nascem espontaneamente e prejudicam as espécies nativas, pois têm crescimento agressivo e impedem que a luz solar chegue às mudas que serão plantadas”, completou Belotto.

Somente estão habilitados para atuar no Manejo Sustentável de Invasoras os servidores da Secretaria de Meio Ambiente. É importante informar que não são permitidos cortes e podas de árvores sem autorização prévia da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O munícipe deve solicitar o serviço através da Central de Atendimento ao Cidadão – Telefone: 156. Em seguida, um profissional habilitado e capacitado fará uma avaliação da planta, para verificar a necessidade de poda ou corte.

Leucenas são plantas de origem na América Central, introduzidas no Brasil para alimentação de suínos, bovinos e caprinos, pois são bem aceitas ao paladar desses animais e têm crescimento muito rápido. Como são árvores com grande capacidade de adaptação e bem resistentes à seca, essa espécie acabou se proliferando de forma descontrolada, tornando-se altamente invasora, competindo com a vegetação natural de diversos biomas.

 

 

DICOM – DEPARTAMENTO DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEDREIRA-SP